Tecnologias de teste

Tecnologia confiável de OGM com resultados rápidos e confiáveis

O que são imunoensaios?

A tecnologia de diagnóstico de imunoensaio tem como base um reagente biológico chamado anticorpo. Os anticorpos são criados pelo sistema imunológico. O sistema imunológico evoluiu como um mecanismo de defesa para proteger o corpo do animal hospedeiro de agentes patogênicos. Anticorpos específicos são produzidos pelo sistema imune em resposta à presença de um material estranho específico. No corpo, os anticorpos se ligam especificamente à substância estranha e a marcam para destruição. Como os anticorpos são capazes de se ligar apenas a certas substâncias, o evento de ligação pode ser usado para determinar se uma substância específica está presente em uma amostra diagnóstica. Esse fenômeno é chamado de especificidade. Todos os imunoensaios aproveitam a especificidade de ligação de um anticorpo para fornecer resultados de diagnóstico. Para detecção específica de micotoxina ou OGM, a EnviroLogix prepara anticorpos que se ligam apenas a determinadas micotoxinas ou proteínas OGM. Existem dois tipos gerais de imunoensaios: ensaios em sanduíche e ensaios competitivos. Ambos podem ser utilizados em dispositivos de fluxo lateral ou nos formatos de Ensaio Imunoabsorvente Ligado à Enzima (ELISA).

Para saber mais sobre diferentes tipos de imunoensaios, visite nossa publicação da base de conhecimento.

Quais são os dispositivos de fluxo lateral?

Os dispositivos de teste de fluxo lateral (LFDs) QuickStix e QuickTox da EnviroLogix utilizam os mesmos princípios de imunoensaio dos formatos de placas e tubos de ELISA, mas anticorpos de revestimento ou outros reagentes em uma membrana de nitrocelulose em vez de no interior de poços ou tubos de teste. A amostra é adicionada em uma extremidade da tira LFD e percorre por ação capilar para a outra extremidade, semelhante a um teste de gravidez. À medida que a amostra de fluido viaja através da membrana, a amostra é exposta a zonas de anticorpos reativas ao analito alvo (o que o teste foi projetado para detectar). Os ensaios QuickStix / QuickTox são projetados para desenvolver uma “linha de controle” perto da extremidade do dispositivo. A linha de controle garante que o dispositivo esteja funcionando corretamente.

ELISA

ELISA

Quais são os testes ELISA?

ELISA ou Ensaio imunoabsorvente Ligado à Enzima é um formato de imunoensaio de alto rendimento. O ELISA mais comum é realizado em uma placa de microtitulação de 96 poços. Cada poço é revestido com um anticorpo e é realizado um ensaio em sanduíche ou ensaios competitivos. No ensaio em sanduíche, o outro anticorpo está ligado a uma enzima capaz de criar uma mudança de cor. No ensaio competitivo, a enzima está ligada ao mesmo analito que o teste foi projetado para detectar e uma competição para ligar o anticorpo à placa ocorre.

Um leitor da placa de microtitulação é usado para medir a densidade óptica de cada poço de teste no final do ensaio. Os métodos ELISA têm sido amplamente utilizados em aplicações médicas desde o início dos anos 70. Inúmeros estudos demonstraram a correlação entre resultados de ELISA e metodologias tradicionais, como cromatografia a gás (GC) e cromatografia líquida de alta performance (HPLC).