Testes de OGM

Teste suas culturas com as principais ferramentas para a detecção de OGM

A detecção de organismos geneticamente modificados ajuda os produtores de grãos, fornecedores, processadores e consumidores a determinar e rastrear a identidade genética das plantas em todas as fases da produção de alimentos.

Muitas culturas comercializadas, incluindo milho, algodão, arroz, soja, canola e alfafa, agora possuem múltiplas variedades de OGM que aumentam o potencial de produção ou o valor da safra, fornecendo tolerância a herbicidas, resistência a insetos, tolerância ao estresse ambiental ou características de saída. Com base na prevalência de culturas de OGM, os produtores que produzem culturas sem OGM podem querer realizar testes de OGM em suas unidades de cultivo de plantas, pois suas culturas podem potencialmente conter material geneticamente modificado devido à polinização cruzada com culturas vizinhas. O teste no campo detecta qualquer contaminação e preserva a integridade das culturas para os mercados-alvo dos produtores.

Existem alguns fatores a serem considerados na detecção de organismos geneticamente modificados nos alimentos. Primeiramente, a parte correta de uma planta deve ser amostrada. Uma folha de uma planta em crescimento, uma semente individual ou uma amostra de grãos são todas opções confiáveis para identificar a proteína ou o DNA de uma planta OGM. Em segundo lugar, um método específico deve ser usado para testar a amostra, incluindo testes de OGM com base em proteína ou DNA. Por fim, o método de teste, treinamento e procedimento do operador podem afetar a habilidade de um teste para identificar com precisão um OGM.

Para testar com precisão uma cultura em crescimento no campo, usando suas folhas sem colocar em risco a validade da amostragem, os agricultores devem testar uma amostragem confiável de folhas. Para evitar favorecer qualquer parte específica do campo, os agricultores podem caminhar na forma de um “W” para reunir folhas de todas as partes do campo. Quanto mais folhas juntadas, mais precisos serão os resultados. Deve-se marcar a localização do campo de onde as folhas vieram, para referência.

As sementes de uma planta ou o grão produzido por uma cultura também podem ser amostrados para detecção de OGM. Mais uma vez, uma amostra aleatória representativa de todo o lote é necessária para resultados exatos e precisos.

Dois métodos de teste são considerados os mais eficazes para a detecção de OGMs: Métodos com base em DNA e métodos com base em proteínas. O teste de OGM com base em DNA analisa o genoma de uma planta para identificar a presença de uma modificação genética. A EnviroLogix usa uma tecnologia patenteada chamada DNAble para realizar a detecção de OGM com base em DNA. Já, para os testes de OGM com base em proteínas, a EnviroLogix utiliza as Tiras de Fluxo Lateral = LFD - Lateral Flow Device em inglês, também conhecido como tiras ou fitas, e placas de ELISA (Ensaio Imunoabsorvente ligado a Enzimas).

Qual teste é apropriado depende da amostra e do estágio da produção de alimentos da qual a amostra é retirada. Por exemplo, o bulk de grãos pode ser testado usando métodos com base em proteínas e com base em DNA, mas os grãos processados só podem ser testados usando métodos com base em DNA devido à desnaturação de proteínas durante o processamento de alimentos.

How to Identify GMO Corn

Como identificar milho geneticamente modificado

O milho é uma das culturas mais populares cultivadas em todo o mundo e com 142 variedades de milho geneticamente modificado (nem todas possuem aprovações regulatórias), sendo uma das culturas mais importantes a testar. Globalmente, mais de 90 por cento da área utilizada para cultivar milho é nos Estados Unidos. A maior parte do milho OGM é modificado para fornecer tolerância a herbicidas e resistência a insetos. O milho também é modificado para proteger contra climas extremos como secas ou para torná-lo mais propício para outras aplicações como a produção de etanol.

A EnviroLogix possui vários testes de proteínas que podem detectar OGMs no milho, incluindo o QuickComb, uma maneira econômica de detectar rapidamente uma grande variedade de modificações genéticas. QuickCombs são excelentes ferramentas de triagem para descartar de forma econômica a presença de OGM, em contextos de mercado que valorizam o fornecimento de milho não-OGM.

How to identify GMO Soybeans

Como identificar soja geneticamente modificada

A soja é a cultura geneticamente modificada mais prevalente no mundo relativamente aos acres plantados. Como a soja pode ser usada para diversos propósitos diferentes, ela foi geneticamente modificada para ser mais propícia à produção de determinados produtos alimentícios. Por exemplo, além de ser tolerante a herbicidas e resistente a insetos, algumas variedades de soja foram modificadas para produzir um perfil de óleo de soja mais saudável. A EnviroLogix oferece a detecção de DNA e proteína em amostras de soja OGM ou amostras de soja processadas (por exemplo, flocos de soja ou farelo de soja). O QuickComb para Soja, entre outros testes EnviroLogix, é uma maneira rápida e acessível de testar duas proteínas OGM ao mesmo tempo. Os testes EnviroLogix DNAble são ideais para testar amostras de soja processadas, no local.